15.2.18

Resenha | A garota no trem - Paula Hawkins

Olá, leitores, tudo bem?
A resenha de hoje é sobre um livro que está há um tempo na minha prateleira, e que eu sempre achava que iria acabar não gostando da leitura. Caso ainda não conheça a história ou queira saber a minha opinião é só continuar lendo a resenha. 


Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. Ela faz o mesmo trajeto todos os dias para trabalhar em Londres, ida e volta. Em meio ao chacoalhar do trem e o barulho dos trilhos, Rachel precisa fazer algo durante essas longas horas de viagem. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho e é nesse momento que ela aproveita para observar a casa de número 15. Nessa casa mora um casal, Megan e Scott, mas que para Rachel chamam-se Jess e Jason. Obcecada pela vida perfeita que ela fantasia que eles tenham, ela os observa diariamente, inventando histórias para o casal. Mais adiante, há outra casa, a de número 23, mas essa Rachel evita olhá-la, pois sabe que irá ficar deprimida se olhar. 


- O que aconteceu com você Rachel? - perguntou ele - Quando foi que você se tornou uma pessoa tão fraca?Não sei. Não sei onde foi parar aquela força, não me lembro do momento que a perdi. Acho que, como o passar do tempo, ela foi se dissipando, pouco a pouco, pela vida, pelo fardo de vivê-la.

Certa manhã, após observar a casa de número 15 como de costume, Rachel testemunha uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess - na verdade Megan - está desaparecida. Sem conseguir ignorar a cena que viu, ela vai a polícia e conta o que viu. E acaba não só participando do desenrolar dos acontecimentos mas também da vida de todos os envolvidos. 


Título: A garota no trem 
Autor(a): Paula Hawkins
Ano: 2015
Editora: Record
Nota: 
Número de páginas: 378
Sinopse:Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas.Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.


Minha opinião:

Paula Hawkins conseguiu me surpreender verdadeiramente com este livro, simplesmente não conseguia parar de lê-lo por mais que tentasse dar um tempo na leitura. Fiz uma pesquisa rápida no Instagram para descobrir se as pessoas haviam gostado tanto quanto eu, e fiquei surpresa em descobrir que a maioria não gostou, eu particularmente amei.

Os capítulos são intercalados sob a perspectiva das personagens Rachel, Anna e Megan. Os capítulos da Anna são curtos e quase nunca aparecem, vi como algo positivo, pois fui descobrindo a personagem chata e egoísta que ela pode ser. Então, a história fica divida entre as vivências e pensamentos de Megan e Rachel, duas personagens de extrema importância para o desfecho da história.

De vazio, eu entendo. Começo a achar que não há nada a se fazer para preenchê-lo. Foi o que percebi com as sessões de terapia: os buracos na sua vida são permanentes. É preciso crescer ao redor deles, como raízes de árvore ao redor do concreto; você se molda a partir das lacunas.

Como disse anteriormente, o livro me prendeu do incio ao fim. O mistério, o drama e o suspense são os principais motivos para que o leitor se envolva facilmente na história. Você não sossega até descobrir o que realmente aconteceu. 

O livro ganhou uma adaptação cinematográfica em 2016 sob a direção de Tate Taylor. Não sei vocês, mas não consegui assistir nem a 30min do filme, não gostei mesmo. Caso alguém tenha assistido e queira dizer sua opinião, é só deixar aí nos comentários. 



E vocês, já leram o livro? Deixe a opinião de vocês nos comentários.

8 comentários:

  1. Tenho esse livro na minha estante na minha imensa lista de espera, tenho muita curiosidade em ler, também não vi o filme, shame on me.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Quando tiver um tempinho leia, sim, garanto que não irá se arrepender!

      Beijão

      Excluir
  2. Oi, Lídia! Eu também adorei A Garota no Trem, me prendeu do início ao fim e acabei descobrindo o tanto que gosto de suspense. Também não assisti o filme, apesar de ter muita vontade. Vou ver se consigo fazer isso e te conto o que eu achei, tá?

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Júlia!

      Concordo, após este livro estou cogitando a possibilidade de ler outros livros de suspense haha. Quando assistir ao filme me conte o que achou!

      Beijão

      Excluir
  3. Oi, Lídia! Tudo bom? ^-^
    Lembro de ter visto MUITA gente elogiando o livro na época em que lançou, mas nunca cheguei a nutrir um real interesse por ele. Não faz muito o meu gênero, sabe?
    Mas confesso que depois de ler esses quotes, to até reconsiderando. Não sei se chegaria a comprar o livro físico, mas quem sabe eu não pegue o ebook em uma promoção, não é mesmo? kkkkkkkkk XD

    Um super beijo e uma ótima semana! :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafaela! Tudo sim e você, está bem?

      Menina, pensei a mesma coisa antes de ler este livro, nunca tinha lido nada do gênero e achei que não fosse gostar. Acabei dando uma chance e gostando muito.
      E eu gostei bastante desses quotes, acho que deu uma complementada na resenha. Se puder, leia sim <3

      Beijão

      Excluir
  4. Olá, Lí!
    Eu já li outro livro da Paula (Em Águas Sombrias) e foi meu primeiro contato com a autora, mas acho que é uma característica dela colocar vários narradores no livro, né?
    Adorei a resenha! E estou numa onda de ler livros misteriosos.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mô!
    Não conhecia este outro livro da autora, mas já pesquisei aqui e vou ler o quanto antes!
    Que bom que gostou da resenha.

    Beijão

    ResponderExcluir