Tecnologia do Blogger.

Resenha | As meninas

Olá, leitores, tudo bem? 

Já faz algum tempo que eu estava querendo ler alguma obra da Lygia Fagundes Telles, e dessa vez eu finalmente consegui. Por indicação da Tamy, do canal Litera Tamy, fiquei muito interessada em ler As meninas, um livro que está sendo muito comentado ultimamente. Se você quer saber um pouco da história e a minha opinião sobre o livro, é só continuar lendo a resenha. 


Título: As meninas
Autor(a): Lygia Fagundes Telles
Ano: 1973
Editora: Círculo do Livro 
Número de páginas: 242
Sinopse: As meninas relata os conflitos no relacionamento de três jovens que têm entre si um ponto em comum, a solidão, e como pano de fundo os governos militares. Três universitárias compartilham com algumas freiras um pensionato em São Paulo. Ana Clara gosta de um traficante e vive drogada. Lia briga contra o regime. Lorena, filhinha de papai, ajuda as outras duas com dinheiro. Lia se envolve com Miguel, que é preso e trocado por um diplomata. Sem ligar para a política ou as drogas, Lorena se apaixona por um médico casado e pai de cinco filhos. Um enorme espaço separa o universo das pensionistas e seus dramas das religiosas, que se apavoram com a liberdade das três moças. Cada uma das personagens é um poço de conflitos e monólogos interiores que vêm à tona através das confidências íntimas de cada uma e que se ligam à miséria política e cultural da época.



A história se passa na época da ditadura militar, onde três jovens universitárias, moradoras de um pensionato de freiras, relatam seus conflitos interiores e dramas da solidão que as três compartilham. 
Apesar de serem meninas com personalidades e vidas diferentes, Lorena, Lia e Ana Clara são amigas e dividem abertamente suas confidências amorosas. 


Lorena é rica, filhinha de papai, e vive no mundo da lua com suas adoradas poesias. A jovem, que é estudante de Direito, se apaixona por um médico casado denominado por ela como M.N. Lorena troca cartas com seu amante, e no decorrer da história espera ansiosamente por uma ligação do mesmo.

Lia é apaixonada por Miguel, que é preso e trocado por um diplomata. A menina sonha em poder ver o namorado outra vez, e briga contra o regime da época. E por fim, Ana Clara, que é a mais desestabilizada de todas elas. Gosta de um traficante, vive drogada e necessita constantemente da ajuda de suas amigas. 




Minha opinião:

Os capítulos são intercalados sob a perspectiva de cada uma das jovens. Devido a narração alternada, o leitor tem a chance de fazer uma análise minuciosa sobre a vida, os sentimentos e as confusões mentais das personagens. 


O prazer que encontro neste simples ritual de preparar o chá é quase tão intenso quanto o de ouvir música. Ou ler poesia. Ou tomar banho. Ou ou ou. Há tantas pequeninas coisas que me dão prazer... 

De todas as narrações, a que eu menos gostei foi a de Ana Clara. A jovem estava sempre amarga com a vida, era rude em seus pensamentos e falava mal de todos de uma maneira exaustiva, que acabava atrapalhando o desenrolar da leitura. Entretanto, isso é uma questão de gosto, talvez alguém leia e ache natural. 

Me impressionei bastante com a escrita da Lygia. Já havia lido um conto da autora, mas o livro, por ser maior e mais completo me mostrou outras qualidades, como a clareza das palavras e a forma como Lygia nos prende aos conflitos das três meninas. 



6 comentários

  1. Olá!
    Então,lendo aqui e goste muito,tanto da sua resenha como d enredo do livro mepareceu bem dramático e tendo um pano de fundo como a ditadura me fez me interessar ainda mais,vou procurar uma edição dele e vou ver se compro!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nay.
      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Recomendo muito que leia esse livro, é realmente muito bom.

      Beijão.

      Excluir
  2. Olá!!
    Que história interessante, Lí! Fiquei bem interessada e não conhecia esse livro.
    Parabéns pela resenha!! Acho que a narração da Ana Clara também irá me irritar um pouco, realmente essas coisas podem atrapalhar até o fluxo de leitura e você sente vontade de pular essas partes.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mô.
      É uma história muito interessante mesmo, recomendo muito esse livro. E realmente, a minha vontade era de pular os capítulos da Ana Clara. Enfim, muito obrigada!

      Beijão.

      Excluir
  3. Eu preciso ler os livros dessa mulher urgentemente, vejo que quase todo mundo aprecia muito suas obras e pensei em justamente começar por As Meninas ou Antes do Baile Verde. Adorei saber sua opinião sobre, acho que eu também não gostaria da narração da Ana Clara, porque odeio personagens reclamões hahah

    Xoxo,
    Haise ♡ Livros Que Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Haise.

      Concordo que você tem que ler alguma obra da Lygia, ela é incrível haha. Pretendo ler mais livros dela, inclusive. Obrigada pela indicação também, Antes do Baile Verde eu ainda não conhecia.


      Beijão.

      Excluir